Dia Mundial dos Refugiados 2017

Aldeias Infantis SOS trabalha globalmente para garantir cuidado e proteção a crianças, adolescentes e jovens, além de manter famílias unidas

dia-refugiados-aldeias-infantis.jpg

Colaborador da Aldeias Infantis SOS trabalha na região de Diffa, Níger, para apoiar famílias deslocadas e refugiados nigerianos. Fotógrafo: Vincent Tremeau


Cerca de 20 milhões de pessoas em todo o mundo tiveram que fugir de seus países devido a conflitos ou catástrofes. E outras 40 milhões estão deslocadas em seus próprios países. Mais da metade delas é formada por crianças.
 
Muitas vezes, o que motiva as famílias a sair de seus lares é proporcionar aos filhos a esperança em uma vida melhor. Mas estas migrações repentinas podem ter um efeito traumático nas crianças, como a separação ou perda de seus pais, falta de acesso à educação e à saúde, tensão emocional e, em alguns casos, negligência absoluta.
 
A Aldeias Infantis SOS, organização presente em 135 países e territórios, mantém programas de resposta emergencial em 14 países, que oferecem ambientes seguros a crianças e famílias refugiadas ou deslocadas. Também oferece ajuda imediata em zonas de conflito e desastres, com alimentos, itens de primeira necessidade, cuidados médicos, apoio psicológico e áreas de lazer e descanso.
 
dia-refugiados-aldeias-infantis-(1).png

Em países onde refugiados e migrantes podem retomar suas atividades, a organização trabalha para buscar soluções de longo prazo que protejam a dignidade das crianças, permitindo a integração na sociedade, por meio de assistência, cursos de idiomas e oportunidades educacionais e vocacionais. Quando necessário, a organização também oferece cuidados alternativos, como o acolhimento na modalidade casa-lar.
 
Hoje, 20 de junho, é o Dia Mundial do Refugiado. E Aldeias Infantis SOS trabalha todos os dias para assegurar cuidado e proteção a crianças e adolescentes, e para garantir que famílias deslocadas permaneçam juntas.