Crianças, adolescentes e jovens se mobilizam pelo combate à violência sexual

Atividades realizadas pelos programas de Brasília, Lauro de Freitas e Manaus integram mobilização nacional pelo dia 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil
18-maio-mobilizacao-00.jpg

Assim como nos anos anteriores, os programas da Aldeias Infantis SOS Brasil participaram da mobilização nacional da campanha “Faça Bonito – Proteja nossas crianças e adolescentes”, pelo combate à violência sexual contra crianças e adolescentes. 

Confira, a seguir, o que foi realizado em alguns dos territórios onde a organização atua:


Brasília
18-maio-mobilizacao-01-(1).jpg


Para abordar o tema, os educadores realizaram uma série de atividades lúdicas com as crianças e os adolescentes que participam dos projetos da organização. Por meio de expressões emotivas, desenhos, frases e rodas de conversa, foram abordadas as diferentes formas de identificação de abuso ou exploração sexual. Em seguida, as crianças foram convidadas a confeccionar cartazes para as passeatas local e nacional, realizadas nos dias 18 e 20 de maio, respectivamente.
 
Lauro de Freitas
Em Lauro de Freitas, cidade localizada na região metropolitana de Salvador (BA), Olivia Valente, psicóloga da Aldeias Infantis ministrou a palestra “Como não se calar sobre os abusos sexuais” para alunos de escolas da rede pública de ensino.
 
Em sua fala, ensinou as crianças e os adolescentes a identificar os diferentes tipos de violência sexual e o que fazer caso sejam vítimas de abuso. E pediu para que todos se tornassem multiplicadores desse conhecimento em seus bairros e escolas. “Vamos passar para as outras pessoas que exploração sexual e abuso infantil são crimes”. E fez um alerta: “não aceitem nada de estranhos, recusem propostas e denunciem qualquer forma de contato com conotação sexual”.
 
Manaus

18-maio-mobilizacao-02.jpg

No dia 17 de maio, o programa de Manaus realizou uma ação na rua central de acesso aos bairros da Paz e conjuntos Juruá e Ajuricada. Com cartazes feitos à mão nas oficinas do programa, crianças e educadores sensibilizaram os motoristas, que apoiavam a intervenção com um buzinaço.
No dia 18, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil, uma delegação de adolescentes foi para a praça central da cidade, onde ocorria a mobilização local, com a participação de outros movimentos e organizações da sociedade civil.
Sobre a campanha
O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil, instituído em 2000, remete ao “Caso Araceli”, crime bárbaro ocorrido em 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). Com apenas 8 anos de idade, Araceli teve todos os seus direitos humanos violados. Foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta. O crime, apesar de ter natureza hedionda, até hoje está impune. 

Com o slogan “Faça Bonito - Proteja nossas crianças e adolescentes”, a campanha chama a sociedade para assumir a responsabilidade na prevenção e no enfrentamento da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil.

 

*Com informações do portal Bahia já