Perguntamos para as crianças: “como você sabe que a sua família te ama de verdade?”

Veja as respostas no vídeo da campanha #NenhumaCriancaSozinha, lançada em comemoração ao Dia Internacional da Família, celebrado em 15 de maio


No próximo dia 15 de maio, celebra-se o Dia Internacional da Família. Em comemoração à data, a Aldeias Infantis SOS Brasil lança a campanha #NenhumaCriancaSozinha, cujo objetivo é dar visibilidade às crianças que crescem no mundo sem cuidado de qualidade. Estimativas globais da organização apontam que 220 milhões de crianças já perderam ou têm o risco de perder o cuidado de suas famílias devido à vulnerabilidade social.

No Brasil, a situação também demanda atenção. Segundo o Cadastro Nacional de Crianças Acolhidas (CNCA), 47 mil crianças e adolescentes já perderam o cuidado de suas famílias. Além disso, uma análise dos dados de 2015 do Disque 100, serviço de denúncia da Secretaria Especial de Direitos Humanos, aponta que, a cada hora, 15 crianças são vítimas de negligência, violência física, violência psicológica ou violência sexual, as principais razões pelas quais perdem o cuidado de suas famílias.

Apesar de impactantes, sabe-se que estes números podem ser ainda maiores, uma vez que não existem pesquisas específicas sobre o tema, tanto no Brasil como no exterior.

A fim de mudar este cenário, a campanha #NenhumaCriancaSozinha convida a população a se engajar na proteção da infância e do fortalecimento familiar de crianças em risco social. Em vídeo criado pela organização, crianças de diferentes nacionalidades respondem à pergunta: “Como você sabe que a mamãe e o papai te amam de verdade?”. Ao final, a informação de que uma a cada 10 crianças não sabe dar esta resposta indica a fragilidade dos laços familiares enfrentada por milhões de crianças em todos os continentes. 

Cuidado adequado para crianças e adolescentes significa:

  • Cuidado amoroso e estável de pelo menos um adulto;
  • Uma família que garanta a segurança física, emocional e o bem estar da criança;
  • Garantia da nutrição, atenção médica, educação e outras necessidades básicas da criança;


Quando afirmamos que nenhuma criança nasce para crescer sozinha, defendemos que cada criança, adolescente e jovem cresça em um ambiente familiar amoroso e em uma comunidade segura, que a apoie no desenvolvimento de todo seu potencial.

Por que fazemos essa mobilização?

  • Para que o governo priorize crianças e adolescentes que hoje crescem sem uma referência afetiva estável;
  • Para que o investimento social de empresas nas comunidades adote critérios de vulnerabilidade familiar, para que estas não percam o cuidado de seus filhos;
  • Para conscientizar a sociedade brasileira da importância de uma família protetora para crianças e adolescentes, a fim de evitar as situações de violência familiar que os colocam em risco. 

 
A Aldeias Infantis SOS é uma organização humanitária internacional presente em 134 países que trabalha há 50 anos em comunidades vulneráveis pelo Brasil, defendendo o direito de crianças, adolescentes e jovens. 

Oferecemos alternativas de cuidado, fortalecemos famílias e comunidades e promovemos melhorias em políticas públicas para que nenhuma criança cresça sozinha.

Presente em 12 estados e no Distrito Federal, trabalhamos com mais de 6 mil crianças e suas famílias, desenvolvendo projetos em educação, esporte, lazer e empregabilidade, com foco na quebra do ciclo de pobreza e violência. Todos os serviços se desenvolvem com a participação e articulação da comunidade, em um movimento conjunto com associações de moradores, administração pública e outras organizações sociais.