Os novos Programas SOS

Os maiores desafios em relação à garantia do direito à proteção integral das crianças e adolescentes estão nas regiões do Nordeste e Norte.

Estar onde as crianças mais precisam. Este é um desafio e tanto em se tratando de um país com dimensões continentais como o Brasil, e que ainda possui graves problemas econômicos e sociais.

A Organização definiu como prioridade crescer em regiões com os maiores índices de vulnerabilidade para atender as necessidades de crianças e adolescentes. Há mais de dois anos vem atuando neste enfoque e estabeleceu sua atuação em novos Estados Brasileiros. Em 2012 foram implantados três novos Programas: 

 
Foz do Iguaçu
No final de 2011 oficialmente instalados em janeiro de 2012, a Aldeias Infantis SOS deu inicio as atividades na cidade de Foz do Iguaçu – PR, um território marcado pela realidade complexa da tríplice Fronteira (Paraguai, Argentina e Brasil).   Este trabalho foi iniciado mediante um convite formal feito pela Secretaria Municipal de Assistência Social  para a realização de um diagnóstico sobre a situação da infância da Cidade e as demandas de serviços apresentados.
 “Ao aceitar o convite de atuação neste munícipio selamos imediatamente o compromisso frente às crianças,  adolescentes e jovens deste território, marcado por violações de seus direitos à vida em família e comunidade. Um longo e desafiador trabalho nos foi confiado, porém, faremos de forma articulada e de corresponsabilidade com a rede local”. Assim afirmou Sandra Greco, Gestora Nacional em reunião com os representantes do Município.
 
Aracaju
Sergipe é um dos estados brasileiros que apresentam os maiores índices de vulnerabilidade social de crianças, adolescentes e jovens. A Organização definiu como prioridade sua atuação nesta região com a realização de um estudo aprimorado sobre a possibilidade e viabilidade de oferecer serviços na capital de Aracaju. A partir deste estudo iniciou-se a articulação das secretarias, movimentos e organizações presentes no município frente a um Plano de Atividades realizadas com o foco nas crianças, adolescentes e jovens e suas famílias, em comunidades mais vulneráveis. Destaca-se desta iniciativa ações de fortalecimento da rede local, formação de educadores, acompanhamento às famílias e participação nos fóruns de discussão sobre os direitos de crianças e adolescentes. Atualmente o Programa conta com a participação de 100 crianças e mais de 40 famílias. 
 
Maceió
Na capital de Alagoas a Organização iniciou o seu trabalho de Advocacy com início de atividades junto às famílias, comunidades e crianças. Esta iniciativa e as outras realizadas em diversos municípios conta com o financiamento de empresas e do governo local.  
Após a autorização para abertura  do novo programa no mês de novembro 2012, iniciamos as primeiras ações no território, buscando efetivar as primeiras parcerias comunitárias visando o atendimento direto a 100 crianças, além dos primeiros contatos com o novo governo que toma  posse em 2013. Desta forma, apenas estamos iniciando o processo de abertura do novo programa. Atualmente contamos com uma equipe formada por uma coordenadora, uma assistente social e uma assistente de desenvolvimento familiar atuando localmente.