Por hora no Brasil,
CERCA DE 13 CRIANÇAS SÃO EXPLORADAS SEXUALMENTE.

E 17% DOS CASOS ACONTECEM NA ÉPOCA DO CARNAVAL.
DÊ UM BASTA. DEIXE A SUA ASSINATURA!

Passo 1
Preencha
o formulário.
Passo 2
Compartilhe nas redes sociais com #DeUmBasta

A violência sexual no Brasil

Todos os dias, no Brasil, crianças são vítimas de abuso, exploração ou turismo sexual. De acordo com a Secretaria Especial de Direitos Humanos, há um aumento de 20% nas denúncias durante o carnaval. Estas violações têm impactos severos na saúde que, de curto a longo prazo, geram consequências extremamente prejudiciais em seu desenvolvimento, muitas vezes irreparáveis.

Ajude hoje a prevenir esta violência. Deixe a sua assinatura!

Confira o vídeo da campanha e compartilhe!

Ajude hoje a quebrar este ciclo repetitivo. Deixe a sua assinatura!

O que fazemos na Aldeias Infantis SOS?

Trabalhamos pelo direito de crianças, adolescentes e jovens a viver em família. Acompanhamos famílias que estão em risco de perder o cuidado de seus filhos, fortalecendo suas capacidades e assegurando que as crianças cresçam em ambientes seguros e protetores. Em paralelo, acolhemos crianças e adolescentes que perderam o cuidado parental, oferecendo a eles cuidado e um ambiente afetuoso enquanto se trabalha a reintegração em sua família biológica.

Conheça as histórias.

WILLIAN SANTOS 32 anos, São Paulo (SP).

William chegou à Aldeias Infantis SOS de Rio Bonito (SP) aos 8 anos. No programa, viu o seu sonho nascer, crescer e ser realizado. Formado em enfermagem e sócio de uma escola de idiomas, William integra a equipe do Médicos Sem Fronteiras e utiliza o seu dom para ajudar o próximo.

JANE SANTOS 18 anos, João Pessoa (PB).

Jane morou em uma casa-lar da Aldeias Infantis SOS de João Pessoa (PB) dos 2 aos 18 anos. Dentro do programa, teve a oportunidade de cuidar de sua deficiência intelectual e também descobrir o seu talento para o paratletismo. Hoje, aos 18 anos, disputa campeonatos em âmbito nacional.

JEFFERSON CAIO 25 anos, Caicó (RN).

Jefferson tornou-se parte da Família SOS com apenas 10 meses de vida. Foi na Aldeias Infantis SOS de Caicó (RN) onde viveu sua infância e adolescência. Formado em biomedicina, o jovem estuda Medicina em uma universidade federal e pretende seguir carreira como pediatra, para retribuir um pouco do que recebeu na Aldeias Infantis.

LUIZ MARTINS 27 anos, São Paulo (SP).

Luiz morou em uma casa-lar da Aldeia Infantis SOS de Poá (SP) dos 3 aos 18 anos de idade. Foi lá que, ouvindo discos de vinil doados por um padrinho, descobriu a paixão pela música. Hoje mais conhecido como Luiz Pié, é músico, cantor de MPB, e tem discos gravados com grandes nomes da música brasileira, como Milton Nascimento.

DAIANE GESTEIRA 26 anos, Goioerê (PR).

Daiane chegou ao programa de Goioerê (PR) com apenas 11 dias de vida, onde morou até completar 19 anos. Devido ao apoio de sua mãe social, a jovem pôde descobrir ainda pequena o gosto pelo Caratê, atividade que a levou até a Educação Física. Hoje, após representar a sua cidade e a Aldeias Infantis na passagem da tocha olímpica Rio2016, é sinônimo de orgulho para seus irmãos e amigos SOS.