22. março 2019

Assembleia SOS elege novo conselho e homenageia trabalho com famílias

Iniciativa com universidade e ações com acolhimento de refugiados foram destaques em evento.

A Aldeias Infantis SOS Brasil realizou sua Assembleia Geral Ordinária de 2019 na tarde do dia 21 de março, no escritório de São Paulo. No evento, não apenas respeitou o protocolo de associação, aprovando os pareceres e relatórios sobre a atuação da organização em 2018, como também elegeu sua nova junta diretiva, tal como homenageou os destaques do ano passado. 

Aprovações e Eleição 

A primeira parte da Assembleia teve como foco a explanação dos pareceres fiscais da SOS de 2018, auditados por uma das principais empresas de auditoria no Brasil, a BDO, seguido pela apresentação das atividades da SOS Brasil. Os associados presentes aprovaram as contas e as ações demonstradas por unanimidade.  

A audiência também mostrou concordância com os candidatos à nova gestão da Junta Diretiva, o conselho da SOS Brasil. Foram eleitos: Pedro Paulo Elejalde de Campos (Diretor Presidente do Conselho Diretor), Elisa Maria Grossi Manfredini (Diretora Vice-Presidente do Conselho Diretor), Andrea Veronica Huggard Caine Reti (Diretora Tesoureira), Zulma Fabiola Flores Muñoz e Chrystel Batard. 

Homenagens 

Como todos os anos, a SOS presta homenagens a pessoas, organizações e empresas que contribuíram para a atuação da organização no Brasil. Em 2019, deu-se destaque a trabalhos dedicados a famílias, jovens e refugiados. 

O professor Fernando José Martins, diretor-geral da Unioeste (Universidade Estadual do Oste do Paraná), foi homenageado pelo constante apoio ao programa da Aldeias Infantis de Foz do Iguaçu, com o projeto Pão da Terra, que capacita para o marcado de trabalho nos segmentos de panificação e confeitaria. A iniciativa também conta com o apoio da Itaipu Binacional e da Embaixada da Irlanda. 

A Unioeste cede os equipamentos e o espaço do Laboratório de Alimentos e Bebidas do curso de Hotelaria para a realização do curso, com duração de 12 meses e certificado da universidade, contribuindo para o desenvolvimento comunitário. Um processo de responsabilidade social que se integra às políticas preconizadas como instituição pública de ensino superior. 

Durante a Assembleia, a gigante thyssenkrupp Elevadores, líder mundial em desenvolvimento tecnológico para mobilidade urbana, também foi homenageada por seu trabalho de combate ao desemprego juvenil. Ela é parceira da SOS no projeto global YouthCan!, que promove capacitação profissional e empreendedorismo de jovens por meio do voluntariado corporativo.  

Em outubro de 2018, a 1ª turma recebeu o certificado de conclusão do curso que teve duração de seis meses. 30 jovens, com idade entre 15 e 24 anos, participaram da formatura que aconteceu no Teatro São Joaquim UNISAL, em Lorena, interior de São Paulo.

A Assembleia foi encerrada com a presença e depoimentos de participantes do projeto de resposta à emergência da SOS, o Brasil Sem Fronteiras. Desde junho de 2018, a iniciativa já acolheu mais de 800 refugiados venezuelanos, em oito cidades em que a SOS atua. 

Em parceria com a Agência de Refugiados da ONU (Acnur) e o governo federal, a SOS promove a inclusão social e econômica de famílias de refugiados, para que tenha um futuro livres dos ciclos de pobreza e violência pelos quais tiveram que deixar seus países. 

“Mais do que mostrar dados, usamos nossos encontros para contar histórias, mostrar a realidade de quem está na ponta e o protagonismo dessas pessoas. Conhecer os problemas e as demandas é o primeiro passo para contribuir”, afirmou a gestora nacional da SOS Brasil, Sandra Greco.