19. junho 2019

Aldeias Infantis contra o trabalho infantil e mendicância

Em Caicó, campanha conscientiza os cidadãos sobre a importância do tema

A Aldeias Infantis SOS Brasil em Caicó, no Rio Grande do Norte, uniu-se ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente para promover ações de combate ao trabalho infantil e à doação de esmolas para as crianças na região. 

"Dar esmola colabora com a permanência de crianças e adolescentes nas ruas e cria a ilusão de que é possível viver através da mendicância."

A campanha "Não dê esmola, fortaleça a cidadania." contou com inserções em veículos de mídia locais e com a ajuda de voluntários em ações diretas nas ruas do município durante os meses de abril, maio e junho. 

"Essa campanha Educativa visa esclarecer a sociedade que essa prática reforça o preconceito e a marginalização, além de manter as crianças e adolescentes em violência social" afirma Santiago Júnior, gestor da Aldeias Infantis SOS Brasil.  

O Presidente da CMDCA, Cristiano Manoel convidou a população a participar da ação: "Lugar de criança e adolescente é na escola e não no meio da rua como temos visto diariamente na nossa cidade. Vamos abraçar essa ideia"

A mendicância é uma violação de direitos classificada como uma das piores formas de trabalho infantil.  

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PnadC), em 2016, havia 2,4 milhões de crianças e adolescentes de cinco a 17 anos em situação de trabalho infantil, o que representa 6% da população (40,1 milhões) nesta faixa etária e entre as principais regiões estão a Nordeste e Sudeste, que registram as maiores taxas de ocupação, respectivamente 33% e 28,8%.


Apoie esta causa e contribua para que nenhuma criança cresça sozinha! 


Quero Apoiar