Perguntas
Frequentes

  
  

Além dos direitos básicos, como alimentação, educação e saúde, a organização promove a oportunidade de uma convivência familiar e comunitária para crianças, adolescentes e jovens que sofreram alguma violação de seus direitos, oferecendo a eles a oportunidade de viverem em um lar, convivendo com outras crianças. É na família que buscam exemplos, ganham confiança e auto-estima, aprendem valores éticos e se desenvolvem socialmente.

Trabalhamos para a defesa, promoção e garantia integral dos direitos de crianças, adolescentes e jovens, atuando na prevenção do abandono infantil. Reconhecemos a família e a comunidade como protagonistas da proteção e cuidados com as crianças.

O trabalho é realizado por meio do enfoque integral. Trata-se de uma política de atendimento integral a crianças e famílias em situação de vulnerabilidade social. A finalidade deste trabalho é que crianças, adolescentes e jovens assumam seus papeis na sociedade, como sujeitos de direito.

As crianças são encaminhadas por juizes, Varas da Infância e Conselhos Tutelares, geralmente em grupos de irmãos biológicos que não são separados. A organização detém a guarda provisória e excepcional das crianças adolescentes e jovens a ela confiada.

O Processo de adoção é de responsabilidade da Vara da Infância, de acordo com o Art. 50 do Estatuto da Criança e Adolescente que define:
 “A autoridade judiciária manterá, em cada comarca ou foro regional um registro de crianças e adolescentes em condições de serem adotados e outro de pessoas interessadas na adoção".
Sendo assim, o procedimento é procurar a Vara da Infância e Juventude da sua cidade.

No Brasil, vivem até 9 crianças em cada casa-lar e os irmãos biológicos nunca são separados.

O trabalho da organização Aldeias Infantis SOS em todo o mundo segue o modelo educativo de quatro princípios pedagógicos: mãe social, irmãos, família e comunidade.

A organização é laica, e são respeitadas todas as crenças e religiões.

Não há limite de idade para permanência, cada situação é analisada individualmente.
Para os jovens com mais de 18 anos, em processo de emancipação, a organização oferece a “Residência Assistida”. Trata-se de um apoio, orientação e acompanhamento, por um período específico, até que esteja garantida sua autonomia.

Preferencialmente com ensino médio; com total disponibilidade para o trabalho e que possa morar em um dos Programas de Acolhimento Familiar; apta para esta profissão e para esta forma de vida (pessoas abertas, que aceitem a diversidade cultural, possuam calor humano e criatividade); com disposição para cuidar e educar crianças, adolescentes e jovens, tratá-los com atenção e carinho, na promoção de seu desenvolvimento e pronta para assumir responsabilidades.

As candidatas passam por um processo de formação e capacitação por um período de até 2 anos.

A organização Aldeias Infantis SOS adotou em todo o mundo um modelo que tem a Mãe Social (Cuidadora Residente) como alicerce.

Para se tornar uma Mãe Social (Cuidadora Residente) ou para participar de qualquer processo seletivo, envie seu currículo para recrutamento@aldeiasinfantis.org.br

Cada localidade possui suas demandas específicas. Para mais informações, entre em contato com a unidade mais próximo da sua casa.

As necessidades são muitas. Você pode doar alimentos, roupas, material escolar, roupas de cama, materiais de higiene e limpeza, móveis e eletrodomésticos em bom estado, e muito mais. Para mais informações, entre em contato com a unidade mais próximo da sua casa e verifique a disponibilidade para retirar sua doação.

Nosso trabalho é subsidiado principalmente por Amigos SOS, pessoas físicas que doam um pequeno valor mensal.
Além disso, temos parcerias com algumas empresas, que doam quantias mensais ou anuais, com abatimento fiscal ou por meio de produtos e serviços.

É muito fácil se tornar um Amigo SOS, basta preencher o formulário de adesão. Você poderá contribuir mensalmente com no mínimo R$ 25,00, até quando desejar, e será responsável por transformar o futuro de milhares de crianças, adolescentes e jovens brasileiros.

  
  

Ainda ficou com alguma dúvida?

Envie um e-mail para faleconosco@aldeiasinfantis.org.br ou acesse a nossa página de contato clicando aqui, e responderemos o mais rápido possível. 
/* pageName= Perguntas Frequentes pagePrefix= breadCrumb=Engaje-se / Perguntas Frequentes mainDomain=daisy10-br-pt-prod.sos-kd.org langIdentifier=BR,pt */